It’s knowledge, baby

Welcome to the jungle!

Dicas #2: Destravando a Wireless no Linux

Pessoal,

Para quem achou a última dica muito noob, aqui vai uma mais elaborada que tinha postado em Fevereiro deste ano no meu buzz e já passei por ela de novo e, infelizmente, não encontrava, nem lembrava de cabeça =/ (por isso que ela ta vindo pra cá, também, para recordações futuras).

Uma das vantagens de usar Linux é não ter que reiniciar o sistema operacional, coisa que acontece recorrentemente no Windows (#EPICFAIL). Porém nem tudo é um mar de gelo na terra do Pinguim, inexplicavelmente a minha placa de rede wireless travava e ficava sem funcionar, geralmente, após um uso constante da mesma. Me forçando a usar o modo windows de resolver problema: reinicar a máquina e tudo certo! Contudo, isso não é o modo certo, não no Linux! Então deixei a preguiça de lado e fui estudar o caso, para saber como reiniciar os módulos da minha placa de rede wireless.

Primeiro, você tem que identificar qual o módulo wireless que o kernel do seu Linux utiliza, para isso:

$ lsmod

Nesta página você pode encontrar os módulos wireless que o kernel do Ubuntu oferece suporte. Já na página, você deve identificar qual o fabricante do seu módulo wirelesse (primeira coluna a esquerda) e, após isso, qual o nome do módulo correspondente a sua placa. Caso vocês não tenham essa informação, vale confiar no seu sexto sentido, qualquer coisa com um “w” já tem chances de ser o módulo wireless. Para os que tem notebook Dell (que usa, em geral, os hardware da intel), os principais módulos são:

  • Intel Pro Wireless 2100 (ipw2100)
  • Intel Pro Wireless 2200 (ipw2200)
  • Intel Pro Wireless 3945 (iwl3945)
  • Intel Pro Wireless 3945 (ipw3945)
  • Intel Wireless WiFi Link 4965AGN (iwl4965 and iwlagn)
  • Intel(R) Wireless WiFi Link AGN 5100, 5300 and 5350 (iwlagn)

Após identificar, você deve executar os comandos:

$ sudo rmmod <nome(s)_do(s)_módulo(s)_visto_no_ls_mod>

e depois:

$ sudo modprobe <nome(s)_do(s)_módulo(s)_visto_no_ls_mod>

Isso deve resolver seu problema, mas, no pior dos casos, resolveu o meu! =)

Abraços!

Anúncios

agosto 2, 2011 Posted by | Computação, Tutoriais | , , , , , , | Deixe um comentário

Dicas #1: Arrumando espaço no Gmail

Boa noite pessoal,

As coisas tem ficado tensa no mestrado e, por isso, o ritmo aqui no blog tem baixado consideravelmente. Contudo, ainda sinto muita vontade de compartilhar algumas informações com vocês e aqui vai uma dica que me ajudou em um problema muito chato.

Sou heavy user do Gmail, não tem como negar. Se estou on-line (e no pc), é certo que haverá uma aba no meu firefox com o envelopezinho vermelho. E este vício não surgiu por acaso, na época que eu participava da ENEC, cheguei a receber 100 e-mails apenas em uma das listas que participava, fora inbox e filters. Enfim, isso me rendeu um problema considerável de espaço no Gmail e, antigamente, resolvia isso apagando os spams, os e-mails impróprios para os mais mais velhos que o Oscar Niemeyer, os e-mails mais antigos (com um aperto no coração, pois tinha e-mails de 2004 =~~~ ), mas, no fim, isso eram só medidas paleativas.

Contudo, hoje descobri alguns parâmetros que podem ser usado na busca por e-mails do Gmail que facilitar a busca por arquivos e, dessa forma, apagar arquivos do tipo PPS, PPT (que, particularmente, eu odeio, mas sempre tem aquela pessoa abençoada que te envia pelo menos uns 2 milhões desse por dia) entre outros.

O uso é simples: <operador>:<descrição>

Exemplos: (basta copiar daqui – um por vez -, colocar no campo de busca do Gmail, apertar entrer e depois selecionar todos os e-mails da busca e, por fim, deletar todos)

filename:PPT

filename:PPS

filename:WMA

filename:AVI

filename:DOC

filename:XLS

filename:ODT

has:attachment

after:<data no formato: aaaa/mm/dd >

befor:<data no formato: aaaa/mm/dd>

Mais operadores podem ser encontrados aqui!

Espero que tenha ajudado. =)

agosto 2, 2011 Posted by | Computação, Tutoriais | , , , , , , | Deixe um comentário